GIRLSPT.COM - Cursores Animados
Just A Love (Ever Niley)
Não saberia responder se eu havia demorado a fazer algum movimento ou se Demi havia sido rápida demais. Quando me dei conta ela estava numa disputa com o Sr. Lovato para abrir a porta. Achei graça da cena enquanto esperava no ultimo degrau da escada.

Demi: Eu sou a curiosa aqui para abrir a porta todas as vezes!
Sr. Lovato: Certo, mas eu faço isso a mais tempo.
Demi: É, eu sei que você é mais experiente... – Ela falou irônica cruzando os braços.
Sr. Lovato: Ok, eu decido. Eu abro a porta. Você é apenas uma criança, pode ser perigoso. – A campainha tocou novamente.
Demi: Não sou uma criança! – Ele abriu a porta. – Joe???
Joe: Olha quem chegou! Olá, Sr. Lovato...
Sr. Lovato: Tudo bem... não achei que te veria tão rápido de novo. O.o
Demi: Papai!!! – Inclinei-me um pouco e vi Joe acenando como se estivéssemos à quilômetros de distancia.
Sr. Lovato: Desculpe, não posso evitar. – Joe fez uma careta enquanto ele não via.
Demi: Joe!!! – Ri novamente quando vi uma expressão inocente tomar seu rosto. – Não vai falar nada? Porque já voltou? Porque não me ligou?? Porque n... – Demi ficou calada repentinamente. Em seguida seu olhar me alcançou.
Nick: Olá, Demi. – Ouvi a voz e o cenário congelou. Não deveria ser ele ali, bem na nossa frente. Embora dirigisse as palavras a Demi, senti que olhava para mim. Eu podia ter um sério ataque cardíaco naquele momento.
Demi: Nick? Que... surpresa.
Sr. Lovato: Bom ver você, garoto! – Cumprimentou-o.
Nick: Desculpe não ter avisado. O Joe quis vir direto do aeroporto.
Demi: Pensei que fosse passar algumas semanas.
Joe: É, mas eu fiquei doente. Aqueles ares não me fizeram bem.
Nick: Foi psicológico.
Joe: Não, não foi.
Nick: Ok, foi pura coincidência que você já ficou com febre no segundo que se despediu da Demi.
Joe: Como sabe disso? O.o
Nick: Também é coincidência que tenha tido crise de garganta até o exato momento em que concordei em virmos direto para cá?
Joe: Quem te contou essas coisas?? – Joe parecia realmente assustado, enquanto os assistíamos  parados próximo à porta de entrada já fechada.
Nick: Joe... você falou comigo por meio de gestos. Agora já fala mais do que aquele papagaio que você ganhou na 5ª série. – Poderia ser uma discussão familiar um tanto estranha. Para mim, vê-lo aqui me deixava confusa: feliz e apreensiva.
Demi: ... você sentiu minha falta?
Joe: Ainda pergunta? Estive entre a vida e a morte.
Demi: Own... que fofo! – Ela andou em sua direção com o típico tom infantil, mas antes que chegasse a um passo de distancia Sr. Lovato tirou Joe do caminho.
Sr. Lovato: Não pense que vai chegar perto da minha filha assim. Se for contagioso?
Demi: Papai...!! – Reclamou novamente.
Sr. Lovato: Ok, da próxima vez você abre a porta. – Saiu deixando nós quatro na sala. Enquanto Demi pulava nos braços de Joe, o que existia entre mim e Nick era uma linha frágil, mas que parecia não querer quebrar. Ele tentava evitar meus olhos e não era bem sucedido, enquanto eu tentava disfarçar com um tímido sorriso supostamente por ver Joe e Demi tão felizes. Mas eu sabia que logo ele perceberia que meu sorriso era forçado. Não poderia enganá-lo por muito tempo.
Eu: Bom ver você... Vou deixar vocês a vontade. – Falei nervosamente. Joe estranhou, mas deu de ombros e eu, bem... tive vontade de falar aquelas três primeiras palavras para Nick.

< ... >

Andei de um lado para outro do quarto até parar em frente à janela. Havia acabado de passar próximo das palavras que um dia, quem sabe se tornaria uma música. Deixei o caderno ali aberto, nunca se sabe quando a inspiração dá motivos para escrever.
Perguntei-me o que o levara até ali. Joe? Não poderia ser tão simples assim. Fui interrompida pela leve batida na porta que por sinal estava aberta. Olhei rapidamente e não poderia desejar que fosse outra pessoa. Ele estava de cabeça baixa, batendo na porta por mera formalidade e levantou apenas os olhos quando me virei.


Nick: Demi disse que eu poderia vir aqui. Ainda posso entrar? – Sorri de forma quase imperceptível e ele entendeu que sim. Senti-me uma idiota por não saber o que fazer enquanto ele dava alguns passos.
Eu: Pensei que não fosse querer me ver ainda. – Falei sem jeito.
Nick: Tentei te ligar algumas vezes.
Eu: Eu vi. Mas... é que... acho que o que tínhamos para conversar merecia ser pessoalmente. – Ele concordou com a cabeça, alternando o olhar entre mim e o chão. Era sufocante, minha respiração ficava presa. Sabíamos que tínhamos o que falar, mas não havia por onde começar. E por mais que eu tenha adiado e não resistido às emoções... o momento havia chegado, eu acho.
Nick: Tem razão. – Deveria ser agora. Ele estava ali, parado na minha frente a alguns metros dando-me a chance de salvar algo. Respirei fundo...
Eu: Eu sinto muito, Nick! – Dei um passo esperei uma reação que não existiu de imediato. – Eu juro pelo que for mais sagrado que tentei falar com você depois da noite do baile... mas minhas forças foram embora junto com você aquela noite. – Os segundos que se seguiram foram de um estranho silêncio em que lutei para olhar em seus olhos, assim como ele focava os meus, tentando decifrar quais os seus pensamentos.  Na verdade, eu ainda queria tê-los para mim, mas não da forma como os tinha agora. Dei-me por vencida apenas alguns instantes depois e sentei na beirada da cama procurando as próximas palavras, usando minha outra chance.
Nick: Miley... – Surpreendi-me ao vê-lo sentar ao meu lado. Encarei-o mais uma vez. Suas palavras não saíram quando viram uma lágrima brilhar no meu olhar enquanto uma lembrança a mais vinha à memória e eu ri sem graça.
Eu: Lembra a tarde que tivemos na praia? Você me deu uma coisa. – Levantei, abri uma gaveta e encontrei a simples conchinha de textura ondulada devido aos efeitos das ondas. Passei meus dedos enquanto lembrava. – Disse que teria a magia que só a verdadeira dona descobriria qual. – Ri sozinha novamente da brincadeira e da inocência que um dia ele usara para falar aquilo. – E eu descobri... tenho em minhas mãos o poder de destruir sentimentos. É isso. Não é o que eu queria. Mas quando tento consertar as coisas eu só pioro... não é a primeira vez. – Guardei a conchinha de volta.
Nick: Não era disso que eu falava naquela tarde.
Eu: Eu deveria ter alguma explicação, mas todas as que procurei nem sequer me convenceram. Eu juro que tentei, de verdade... – Já sentada, escondi meu rosto entre as mãos.
Nick: Eu sei. – Encarei-o repentinamente, e esperei que continuasse. – Vi você saindo da escola ontem...
Eu: Você viu?
Nick: Sim, e... na verdade, acho que você é a única que pensaria em me procurar na sala de música da escola! – Ele sorriu leve e eu correspondi. As circunstancias não permitiam mais que isso, mas até naquele momento ele sabia como me fazer voltar a me sentir bem outra vez.
Eu: Você é o único que iria para lá depois de terminar a escola.
Nick: É. Aquele lugar tem uma história que eu não quero esquecer. – Ele olhou para mim com uma expressão mais séria. Olhos nos olhos mais uma vez e ambos sabíamos do que ele falava.
Eu: Não sei como fui capaz de te fazer pensar que eu não acreditava em tudo o que existia entre nós, não sei como pude nos trazer a esse lugar em que estamos agora.
Nick: My! – Não foi o “Smile” que eu costumava ouvir, mas voltou a me surpreender. – Eu também quero respostas... mas não a essas perguntas. Também sei que ninguém pode responder a elas, a não ser o tempo. Eu só precisava ver você. – Ele estava próximo de mim, nossos rostos tinham apenas centímetros de distancia e os olhos dele pareciam começar a se perder em mim... mas sabíamos que não existia qualquer possibilidade de nos aproximarmos mais. – Eu não consigo ficar mal com você, porque acho que você me viciou num sorriso e independente do que tenha acontecido eu não consigo apagar da minha memória. Pode me dizer como fez isso? – Seu tom foi um pouco mais descontraído.
Eu: Acho que você sabe como, Nick. – Sim, ele sabia. Viciou-me na sua voz, nos seus olhos... ele correspondeu com o típico sorriso tímido.
Nick: Quero voltar a te ver qualquer momento do meu dia. Mas sem lágrimas ou culpa... Eu preciso disso e você também. Mas tenho que saber se a possibilidade realmente existe. – A pergunta foi indireta, mas ele esperava uma resposta. Minha? Eu estive numa batalha para lhe dar explicações por dias, tentando me conformar com uma possível resposta negativa e agora eu que deveria dar respostas? Parecia que eu tinha entendido errado, mas pensei em cada palavra. Uma pergunta vinha à tona: Do que estávamos falando? Uma simples amizade? Ele estava me perdoando depois de tudo?
Eu: Eu acabei com a confiança que você tinha em mim... vai querer voltar ao que éramos antes? – Perguntei intrigada.
Nick: Não sei se tudo vai voltar a ser como antes, se isso é possível... mas não depende só de mim e eu quero tentar acreditar em algo outra vez, depois de tantas promessas quebradas. Mesmo a amizade já parece suficiente...  – Estava inseguro e a cada instante eu devia entender menos! Eu deveria estar pedindo desculpas, mas ele que estava pedindo para me ver sempre, outra vez. Ele não estava me culpando pelo que aconteceu, e isso deveria ser estranho.
Eu: Podemos tentar. – Concordei depois de uma longa pausa.
Nick: Obrigado, mesmo... – Um sorriso se formou após pronunciar as palavras quase num sussurro. Ele levantou e estendeu a mão para mim, e o que eu pensei ser um simples aperto de mão levou a um abraço inesperado. Com certo receio da parte dele, senti seus braços rodearem meu corpo contra o seu. Entendi que agora o abraçaria apenas como um amigo. E embora tentasse me conformar com isso, meu coração sabia que não estava satisfeito. Fechei os olhos antes que o abraço terminasse, na esperança trazer de volta a antiga sensação.

Quando Joe chamou e ele saiu por aquela porta percebi que a esperança de um dia estarmos juntos como antes outra vez poderia morrer a cada dia. Mas a cada segundo eu o amava mais
Contrariando qualquer ditado, a esperança poderia ser a ultima a morrer. Mas o amor não teria seu fim, não para mim.
**************************
~> Especial: Clique aqui se quiser ler o ponto de vista de outro personagem num post adicional do Universo Alternativo Ever Niley!
~> Pronto! HA O capítulo,não ficou tão bom quanto eu imaginava mas foi o melhor que deu no momento...espero que tenham gostado. O post dos selos e divulgação vai ser o próximo, ok?
~> #Citação: " ...como sempre, merecem meu agradecimento, principalmente por eu estar sempre dificultando seu trabalho por conta dos atrasos de meus manuscritos." (Nicholas Sparks, A Última Música) - kkkk Viram? Um dos meus escritores favoritos também tem problemas com atrasos! Tipo... eu sou a versão feminina dele em miniatura, entenderam???? Claro, que eu nunca iria alcançar a perfeição que ele escreve (*-*), mas tenho certeza que Jane Austen Também tinha problemas parecidos! SOrry, desta vez a culpa não foi minha. Foi do suporte técnico "24 horas" que não funciona no fim de semana. ¬¬' Como pode??? Mas deu pra postar, graças a um milagre. Enfim, queria muito agradecer à minha best, a Téh, que veio aqui e explicou tudinho pra vocês! Também queria dedicar esse capítulo a ela, por esses dois incríveis anos de amizade que parecem mais dois séculos...acho que vocês entendem! Ela que me deu o livro A Última Música *-* Luv Ya Best! <3 [Viciada em carinhas.

~>Respondendo:

  • Blondie Cyrus: Obrigada fofa!
  • Mackenzie: Stay acaba comigo tbem. Que bom que gostou. ^^
  • Juliana: Era o Nick! *-*Seu pequeno Jonas kkkkkk euri Vc é lokinha, luv ya!
  • Taay: Chega! HÁ eu to bem, como c tá? SyM! Mas agora eles se falaram, já foi alguma coisa neah!
  • Stay Strong: Vc nem é dramática, hein? Kkkkk Tbem sou dessas/  Mew todo mundo conhece os PONEIS menos EU! O.o Demi saiu do desespero! Kkkkkkk Joe tava dodói tadinho. Já to te seguindo no tumblr, baby! Me diz seu twitter! Não consigo pronunciar seu nome O.o hehe Parece travalingua, mas é legal. kk
  • Teté: AHHHHHH q ninds *-* Vc postou! E eu já li! HÁ! Perfeito *-*
  • Tmendre: Não, nada de Billy a vista novamente. Kkkk Taylor...hm... ela terá sua participação. Não, não eram os pôneis! Kkkkkk Eu to dizendo, sou a única que não conheço os pôneis! Ownnn obrigada fofa!
  • Leeh: Era o Nick! ^^ Feliz? Postado baby!
  • Disney Fics: Sym! Se sinta beibiii, foi por sua causa. Era um serial killer...não, era algo mais fatal: Nick Jonas. HÁ Postado!
  • France: OMG! Só tenho leitoras louquinhas da vida! Kkkkkk Pior: Dizem que os leitores refletem a personalidade do/a escritor/a. O.o kkkkk Enfim, íamos acabar com ela! As coisas estão melhorando, não? Rs RADIATE LOVE!
  • Ruh: Obrigada amor! Claro que divulgo!
  • Hannah Montana: É noixx lá fazendo ela voltar! Hehe Ainda bem que o Nick teve mais coragem!
  • Gabrielly: Beibi, como falei... eu ando pelo chão. Se vc anda voando por aí nunca vamos nos encontrar! hehe Sério q me mandaria uma carta? Ownt *-* Heee, temos uma "amizade" entre Niley? É até estranho dizer só isso. rs
  • Téh: MIGAH! *-* Obrigada por ter vindo aqui. Ainda não resolvi o negócio da internet. Daqui a pouco ela sai do ar de novo, to aproveitando aqui. rs Sym, dessa vez vc conseguiu ser a ultima! kkkkk Pois é, Miley "travou" ali e acabou nao falando, mas agora ela falou! kkkk Entre tantas loucuras, saem coisas inteligentes dos momentos melosos da Demi. Sym... pra mim vai ser difícil ficar sem Ever Niley... :( Já escrevo há um tempo...é sempre a mesma correria e eu aprendi a amar isso. Não sei como vai ser. :/
xoxoxo
Marcadores: | edit post
Está: 
12 Responses
  1. BEIBE MOTHER *-* que cap perfeito,um dos mais lindos *-* muit muito muito muito chique choreii e tudo,foi emocionante,shuah e eu com o Joe,Demi e o Sr Lovato ahsuahs,algo me intriga '-' como Niley vão voltar? hein? vai demorar? hehe Amei o cap *-*
    é né beibe mother,começe a voar então pra nos encontrarmos hehe claro que eu mandaria a carta beibe,só me mandar o endereço,hihi nossa amizade é chique beibe,Niley nos ligou,hihi. e sim é uma amizade nada de "amizade" '-'


  2. Juliana Says:

    OMG que perfeitoooo! AAAA vou chorar :((
    aaaaaaah, eu vou no show do nick eu to tipo AAAAAAA OMGOMGOMG vou ver meu pequeno Jonas awwwwwwwww ♥

    posta logo baby! s2


  3. SOMOS LOUCAS!HAHAHA
    Eu acho que você escreve como a Évelyne Brisou-Pellen Só li um livro dela e amei!Falei pra todo mundo que parecia com seu jeito de escrever!kkkkkk
    Mas quanto o capitulo...
    NOSSA!AS COISAS ESTÃO MELHORANDO...
    MAS ELES TÃO ACHANDO QUE NÃO VÃO VOLTAR....
    AMEI O NICK NARRANDO TÃO FOFO
    Tu Caprichou
    AMEEEEEEEEEEEEEI
    ESPERO
    QUE
    ISSO
    DEIXE
    O
    COMENTÁRIO
    MAIOR
    ALOK
    XOXO
    STAY
    STRONG
    &
    RADIATE
    LOVE
    OU
    ROBOT
    K
    K
    K
    K
    K
    K
    K
    SOU
    LOK
    LOK
    LOK
    ~CANTANDO~
    UM
    BEIJO
    E
    UM
    QUEIJO
    HA
    HA
    HA
    HA
    P4R3Y
    A
    NET
    CAIU
    BYE


  4. HA
    ACHOU
    QUE
    EU
    TINHA
    ACABADO
    NÃO
    A
    NET
    VOLTOU
    ALELUIA
    IRMÃO
    ESPERO
    QUE
    FAÇA
    VOCÊ
    RIR
    NÃO,
    NÃO
    SOU
    DROGADA!
    NEM
    BÊBADA

    NATURALMENTE
    TODO
    MUNDO
    FALA
    ATÉ
    QUEM
    ACABOU
    DE
    ME
    CONHECER
    PUF
    RETARDADOS
    PUF
    PUF
    PUF
    PUF
    NÃO
    TENHO
    O
    QUE
    FALAR
    BEAJ
    AGORA
    EU
    ACABEI!
    TCHAU


  5. Mackenzie Says:

    Não vou conseguir comentar mta coisa, só que esta lindo e eu AMEI,o capitulo *-* agora tem que ver o que vai rolar né...
    Posta logo


  6. oie lindaaaaaa!!!
    passei pra dizer que esse blog é um dos meus preferidos e pra pedir pra vc divulgar pra mim
    http://nileyumamorinesplicavel.blogspot.com


  7. Teté Says:

    AHHHHHHHHHHHH QUE LINDO! NILEY LINDOS FOREVER HAHAHAHAHHA


  8. Anônimo Says:

    estou amando cada dia mais esse blog ! ele é viciante sabia ? ei flor vc pode me dizer se vai ter capitulos HOT ? shaushua


    posta logo ! bjs !


  9. Tmendre Says:

    OMG, OMG, OMG, Eu estou surtando aqui, que capitulo PERFEITO, sempre né, mas enfim... EU AMEI *-*
    A amizade já é um começo né, pq sem amizade não se constroi nada (filosofeihaha) E eu amei o Nick narrando, tão fofo, tão querido em não cupar a Miley, e tentar entende-la e achei mais fofo ainda ele ir falar com a Miley:
    "Eu não consigo ficar mal com você, porque acho que você me viciou num sorriso e independente do que tenha acontecido eu não consigo apagar da minha memória. Pode me dizer como fez isso? "
    O DEUS, eu quase tive um treco e desmaiei
    "Nick: Quero voltar a te ver qualquer momento do meu dia. Mas sem lágrimas ou culpa... Eu preciso disso e você também. Mas tenho que saber se a possibilidade realmente existe."
    Ahhh e com essa eu cai da cadeira, é sério baby eu vou ter um enfarte a qualquer momento se você não postar logo.
    Ahh e pera ai, Taylor vai ter participações?! Hummm... espero que boas ´NÉ?! ou não o.o. OMG, vc não viu os poneis, pq não?! ponei é cultura 0.0 haushauhsuahaus'
    Ahhh eu AMEI amore *-*
    Beijos
    Peace&Love


  10. Robb Jonas Says:

    Heey demais o capítulo
    Visita lá o meu blog: > http://psiloveyou-niley.blogspot.com/
    Acabei de postar a sinopse.
    Posta logo
    Beijos


  11. OMG !taa lindo o cap, eu quse chorei, de vdd, e tipo , eles ainda não voltaram,mas eles deram um grande passo em termos de amizade ou de confiança, eu adorei, agora a Demi ta super feliz eu adorei, eu sou quase assim desse tipo, só q mais maluca e forever alone, KKK, mas enfim, em poucas palavras EU ADOREI O CAP MAIS DO QUE TODO MUNDO, zooazoa' continuando: ENFIM ELES ESTÃO DE BOA , tá legal, nõ foram poucas palavras, mas.. agora só falta a Sel e o Taylor, eu adorei como a sel confessou q eles tavam de namo, Bjos da Sтαy Sтяσηg ™ e mais uma coisa a maldção do poney não cairá sobre ti , .. KKK
    Twitter : @KaylainyPortS
    meu nome travalingua, nem os professores sabem falar ...


  12. téh Says:

    Serei a última novamente???

    Não importa, o q importa é q li um cap cheio de emoção e q a cada dia mais tenho a certeza q vc me surpreende quando escreve. EStá se inspirando com o Nicholas Sparcks, hein? como ñ, ele é demais. *-*

    JEMI
    Joe regressou, ebaaaaa \o/
    o sr, Lovato é uma comédia, kkk
    ele e a demi me matam de rir, tal pai tal filha.

    NILEY
    *o*
    Amigos? Sim, isso já é algo,,, mas queremos ver eles juntos como casal *_* OMG!

    Adorei o cap (apesar de triste,):

    Beijos