GIRLSPT.COM - Cursores Animados
Just A Love (Ever Niley)
Foi tudo tão lindo o que ela falou aquele dia. Quer dizer... a My não falou quase nada, neah! Mas pareceu tanto a dizer em poucas palavras que até hoje não saiu da minha cabeça... quem me dera ter pelo menos a certeza de ir para um lugar especial com alguém especial... é claro que eu estou falando do Taylor! Todos esses garotos... são tão superficiais! Com exceção do Nick e do Joe... eles não era superficiais, mas é difícil de descrever o brilho nos olhos do Joe enquanto está com a Demi. Tão fofos! *-* Bom, todo mundo sabe que antes disso tudo, rolou alguma coisa entre a gente, mas sei que esse olhar nunca brilhou pra mim. E eu não me importo. Percebi cedo demais que achar alguém legal não significa amar. Nick...bem, ele também é super fofo, tenho que admitir e a My tem que perdoar por isso. Mas nunca rolou nada da parte dele, e da minha apenas estrago. Na verdade, nossos sorrisos nunca estiveram em sintonia. Com a Miley é diferente, parece que está tudo perfeito. É o tipo de caso em que o destino surpreende! Já aqui, eu percebi isso tarde demais, a ponto de deixar uma amizade por um fio. E posso dizer que nunca estive tão feliz por todos eles. São mais que amigos. Verdadeiros amigos que agora estão “no lugar certo” da minha vida. E o único que eu não queria só como amigo é o que mais o tem sido. Taylor foi quem mais esteve ao meu lado. Mesmo quando eu estava errada, ele estava lá para me mostrar o certo. Graças à sua insistência eu tomei coragem para pedir desculpas e concertar tudo. Nesse período, percebi que com ele é diferente. Eu posso saber o que é estar simplesmente apaixonada por alguém. É um frágil encanto que se quebra ao passar dos dias. Com ele não foi assim. É mais forte que isso, e de algum jeito eu sinto que não vai acabar tão fácil. Eu me arrependo por ter reagido mal àquele beijo... eu, de forma egoísta, estava focada em magoar minha melhor amiga. Mas, agora eu sei que não quero só aquele beijo que me faz entrar em choque, embora faça parte de tudo. Eu quero ele ao meu lado quando eu precisar de alguém para me ouvir. Quero que ele segure minha mão sem nenhum motivo. Quero sorrir por causa dele. Quero que me abrace sempre que passar um tempo longe. Quero senti-lo rir comigo de uma piada idiota que eu contar. Quero seus dedos para enxugar minhas lágrimas. Quero escutá-lo quando precisar, e apenas quero seu silencio às vezes. Só quero estar com ele, como esteve comigo. Quero mostrar que sou alguém melhor do que fui. Enfim, quero apenas uma chance a mais.
Isso é tão diferente do que eu estava acostumada a sentir. Ele gosta de mim, não sei se ama. Talvez não. Eu sei que isso vem naturalmente. É o que dizem. E parece que é verdade. Então, na hora certa vai acontecer. Eu só não vou desistir. Não como desisti de todos os outros que eu nunca me importei em saber quem realmente eram por dentro. Muito menos eles se importaram. Falando “neles”...lá vem!

XxX: Selena...ou eu deveria dizer, Sel?! – Ele piscou o olho. Eu bati a porta do armário um pouco forte e revirei os olhos.
Eu: Pra você, Selena...ou nem isso! O que tá fazendo aqui, Till? – Perguntei sem curiosidade alguma, já andando pelo corredor sem encará-lo.
Lucas: Hm, tá interessada em saber? – Perguntou superior com um sorrisinho idiota no rosto.
Eu: Conseguiu deduzir isso só no meu tom de voz?? – Falei irônica.
Lucas: Vim te fazer um convite. – O que??
Eu: O que?? – Parei de andar de repente, o que quase o fez esbarrar em mim.
Lucas: Sabe... – Ele sorriu malicioso. - ...meus amigos ali disseram que gostariam que você fosse numa festa, na casa do Cody, amanhã às 9hs. O que me diz? – Olhei distante e vi alguns amigos dele, do time, observando.
Eu: Apostou quanto que me levaria? – Falei ignorando-o e continuando a andar.
Lucas: O que? ... – Ele riu como se não acreditasse no que eu estava dizendo.
Eu: Pode ter ouvido falar que sou romântica, não ingênua. Conheço o joguinho idiota de vocês.
Lucas: Não estou apostando que vou te levar. – Se posicionou à minha frente, levantando um pouco as mãos como se eu tivesse um revolver. O.o  - Mas você precisa ir... por favor?
Eu: Não estou acreditando em você. Mas, posso ver o que uns amigos pensam sobre isso. Senão, nada feito.
Lucas: Ok. – Ele deu um passo, mais próximo e quase tocou meu rosto.
Eu: Mais uma coisa... – afastei o rosto, impedindo-o de tocá-lo. Fica longe de mim.
Lucas: Tá... – Chegou mais próximo do meu ouvido e sussurrou em seguida. - ...eu sei que você ainda vai se render a isso outra vez. – E saiu.

Ele podia ser o mais cobiçado pelas líderes de torcida, ou por essas meninas tão inocentes que não podem ouvir um “oi” dele. Podia ser bonito até. Mas, tinha uma personalidade que o tornava idiota. O tipo que antes me encantaria, mas que hoje me dava nojo.

Eu: É, eu sei que to atrapalhando. E eu não to nem aí. ^^ - Sou tão sincera. *-* Sentei na mesma mesa que Joe e Demi estavam na hora do intervalo.
Demi: Nossa! Você é uma garota de atitude! – Irônica.
Joe: E então? Porque toda essa rebeldia?
Eu: Vocês têm uma reuniãozinha pra ir...
Demi/Joe: O que??
My: O que o que? – Ela chegou, de mãos dadas com o Nick, e perguntou curiosa enquanto sentava também.
Eu: Tô só avisando que vocês tem uma festa pra ir. Se quiserem... casa do Cody, Rua River, nº 310, Ma-li-bu, na sexta-feira, às 9h. Com toda a “elite” do colégio.
Demi: Quem convidou?
Joe: E como assim “nós vamos”? Você não vai?
Eu: O Till convidou. E não, eu não vou ficar sozinha numa festa na casa do Cody.
My: Acho que ele não chamou a gente, quer dizer, só quem falava com ele aqui era o Joe.  – Na verdade, eu sei que o Taylor também falava. Mas não eram bem “amigos”, só se falavam as vezes. Enfim, ele não está aqui, é melhor eu parar de pensar nisso. – Algo me diz que ele chamou você... – Ela cantarolou a ultima frase.
Eu: Tô fora! Se depender de mim, ele perde a aposta e fica devendo até o fim da vida.
My/Demi: Aposta??
Joe: Alguns desses caras gostam de apostar nas meninas, quem fica com quem, desde às mais populares, até as mais nerds...ou coisa do tipo. – Demi semi-serrou os olhos para ele, que quando se deu conta... – er... não que eu fizesse isso, mas já vi.
My: Tô do seu lado, amiga! E é por isso que você vai pra essa festa! – Ela deu aquele sorriso tipo “Eu tenho um plano!”. O que me faltava era coragem para ouvir o que ela planejava!
Eu: E porque eu vou?? – Falei desesperada a um certo ponto.
My: Não quer que ele perca uma aposta?? - #medo daquele sorriso dela. O.o
Nick: Se eu fosse você eu começava a correr! – Eu concordaria com ele, mas não entendo porque não fiz isso logo!

 <...>

Eu: Nem pensar, My!! – Eu dizia decidida de braços cruzados.
My: Já foi pensado! Não adianta mais! – Caramba, ela tinha que ser boa nas respostas?
Demi: É, Sel! Vocês vão como amigos. Mas o Lucas vai pensar que vocês estão juntos, e pode te deixar em paz.
Eu: Seria bem melhor se eu tivesse dito que não ia de uma vez.
My: Não entendo por que você não quer ir com o Taylor! Você é louca por ele!
Eu: Bom... eu quero ir. Mas eu sei que ele não vai querer ir comigo.
Demi: Que isso, ele não tá nem com raiva de você. Só te acha complicada.
My: E cá entre nós... – Ela disse sentando-se ao meu lado na beirada da cama da Demi. - ...qual garota não dá uma de complicadinha quando pode? – Nós três rimos... certamente admitindo a pura verdade.
Eu: Tá...mas eu não vou me oferecer pra ir com ele.
Demi: Se esse é que é o modo “amigável”! Se fosse pra ser romântico ele te chamaria. Pensa melhor.
Eu: Ok. – Olhei para o chão por uns 10 segundos. – Pronto. Não vou me oferecer. – Vi as duas revirando os olhos. – Não adianta, não quero que ele se sinta obrigado a sair comigo! Ainda mais... encarando-o como um brinquedo em um jogo.
Demi: Nada a ver! – Retrucou já sem paciência.
My: Ta... então não se ofereça  pra ir com ele. – Ela disse calma. Qual o problema dessa garota?
Eu/Demi: O que?
My: É...deixa que as coisas aconteçam naturalmente...ou não. Rsrs. – Esse mistério da My sempre me assustou! Demi também parecia não entender bem. Ela saiu sem dar explicação.
Eu: Aonde ela vai?
Demi: Hm...na vovozinha. Vem que eu quero te mostrar uma coisa.

Não faço a mínima idéia de onde a Miley foi ver a vovozinha, e também nem me importei com isso. Pode ser que ela tenha desistido de insistir. O.o Essa frase ficou estranha. Ok, Demi tinha uma coisa pra me mostrar. Ficamos lá no quarto conversamos por um tempo. Ela me mostrou uma música. Linda. Insisti para me mostrar como cantava aquela música. Ela cantou, relativamente baixo, e sem instrumento qualquer.

Demi: E aí? Ficou legal? – Eu estava...hm, digamos, de boca aberta. – Fala alguma coisa, poxa! – Ela se desesperou e eu ri.
Eu: Quem te ensinou a ter essa voz perfeita?
Demi: Deus! – Ela respondeu sorrindo feito uma criança e eu ri do seu jeito.
Eu: Sua convencida! Deve estar aprendendo com o Joe!
Demi: rsrs... eu nunca tinha tentado antes. Mas eu sempre vi as letras da My e achava perfeitas! Então, bastou alguém mexer comigo que eu resolvi revidar... – É, ela fez o gesto parecido dos Power Rangers quando pegam aquele brinquedinho deles.
Eu: E quem foi capaz de te desafiar?
Demi: O Nick. ^^ Ele disse que eu nunca escreveria nada, sabe? Mas a My amou. Um dia eu vou cantar isso pra um monte de gente!!
Eu: Eu vou estar lá entre esse ‘monte de gente’! rsrs
My: E aí? Quem quer sorvete? – Ela chegou quase engolindo com os olhos o sorvete na pequena tigelinha.
Demi: Depois.
Eu: Hm...acho que vou dar uma olhada no congelador. ;) – Que foi?  O sorvete parecia bom!
Tay: Posso ir com você? – Dei de cara com ele antes de passar pela porta. Apenas me virei e ele estava lá...estranho. Olhei pra My.
My: Ah! Olha só! O Taylor tá em casa! – Revirei os olhos segurando a vontade de rir diante do falso sorriso que ela me mostrava.
Eu: Eu devia ter suspeitado, hein...rsrs

Ela riu. É, ela é culpada por agora eu estar curiosa e nervosa por ter um cara muito gato me seguindo até a cozinha. Talvez eu já soubesse o que fosse acontecer.

Eu: Então...acho que não preciso de tanta ajuda assim pra encontrar um sorvete. – Falei divertida e ele riu baixando a cabeça um pouco enquanto se apoiava no balcão de mármore.
Tay: Bom... fiquei sabendo que tenho uma festa pra ir.
Eu: Legal! – Eu olhava pra dentro da geladeira sem procurar nada.
Tay: E eu quero ir com você. – Ele disse simples, olhando pra mim. Aham, finalmente eu tirei o nariz de dentro da geladeira.
Eu: Tay.... – Fechei a geladeira sem pegar nada e me dirigi até o lado dele. - ...você não precisa ir só porque a My inventou toda essa história! Eu nem quero ir mesmo.
Tay: srsr... qual é! Não quero ir com você só porque ela inventou isso.
Eu:...não? – Respirei fundo.
Tay: Não. Eu só acho que...vai ser divertido! – Ele falou animado. Então era isso. Seria divertido.
Eu: ahh... é, pode ser que sim. Qualquer coisa é mais divertida do que ouvir cantadas do Till. – Nós rimos juntos. – Que foi? Ele é péssimo nisso!
Tay: Então, tudo bem? – Ele disse parando de rir.
Eu: Sim... Se não for só por minha causa! –  Ele sorriu pra mim. *-* - Bom...acho que tenho que buscar o sorvete. – Falei desconcertada e em seguida ele se levantou em direção à saída enquanto eu abria a geladeira novamente.
Tay: Sel... – Ele parou, antes de sair pela porta, e começou a falar olhando para o chão, me encarando em seguida. - ...Eu não vou por sua causa. Eu vou por você. – Falou de um jeito seriamente sincero. Na verdade... as duas frases teriam diferença? Pelo que entendi com meu cérebro congelando ali, na primeira provavelmente seria uma ação forçada...Mas se ele vai “por mim” é porque ele se importa comigo de alguma forma. Isso é bom. Não é? Fiquei pensando e depois de um século peguei o tal sorvete.

<...>

My: Eu to ansiosa pela festa de hoje a noite. – Ela disse brincando com os dedos, no jardim. Estávamos esperando a Demi e o Joe voltarem. Eu fiquei de ir pra casa das meninas e me arrumar de lá pra festa à noite. Pedi pro motorista desocupado da minha mãe deixar minha roupa lá. É, ela tá viajando então ele tirou umas férias forçadas. Mas acho que quebrei a regra. Que seja!
Eu: Pena que não posso dizer o mesmo.
Demi: Prontinho! – Demi chegou sorrindo. Nós 5 fomos andando para casa...eu gostava daquele caminho e a My também... por isso insistíamos em ir andando na maioria das vezes.

<...>

Os meninos foram embora, e pouco depois de chegarmos vi que Taylor também chegou. Sr. Lovato estava em casa hoje. Eu o acho divertido até, tirando as ocasiões em que Demi e My pedem para ir a uma festa...o que é o caso. São conselhos, discursos sobre o quanto o mundo é perigoso e o que os meninos querem de verdade hoje em dia, momentos de culpa, e blá blá blá.... Já a Sr.ª Lovato falou para nós nos divertirmos! O.o Não sei se seria tanto assim.

My: Alguém aqui ouviu que tem uma buzina tocando lá embaixo?? – Ela chegou na porta do quarto em que eu e Demi estávamos terminando de nos arrumar. – Wohoo! Já falei que tenho amigas muito gatas? - Ela brincou e nós rimos. – Vamos logo!! – Nós descemos as escadas e enquanto Demi abria a porta, vi o Taylor descer as escadas correndo. É... parece que eu vou me divertir sim! Sorri feito boba e ele correspondeu.
Tay: Não tinham me dito que eu ia me dar tão bem assim nessa festa. – Ele falou baixo, perto do meu ouvido e nós rimos discretamente. Acho que meu rosto ficou um pimentão...já tinha blush o suficiente e agora essa...

Nós entramos no carro e seguimos. Joe sabia o caminho da casa do Cody, então não tivemos problemas para chegarmos logo lá. Todos desceram do carro e entraram pelo grande portão. Era o tipo de mansão daqueles carinhas mimados de filme. Tinha comida, bebida, som alto, gente dançando e quase se engolindo...ta,parey. Mas é verdade. Vi Joe fazer um aperto de mão com uns conhecidos, e My ficar de boca aberta...¬¬’ Tenho certeza que ela nunca tinha vindo em uma dessas.

My: OMG! Eu juro que nunca vou conta isso aqui pro Sr. Lovato! – euri – Vem comigo, Nick! – Ela desapareceu com ele no meio de tanta gente. Por um instante me senti sozinha, embora conhecesse tudo e todos. Foi quando me dei conta de que tinha alguém do meu lado, que parecia já estar se divertindo um pouco mais que eu.
Eu: Não sei se quero ficar aqui... – Falei gritando.
Taylor: Tem certeza? – Ele também falou alto.
Eu: Sim!! – Ele concordou e se virou, após segurar minha mão direita. Olhei para nossas mãos enquanto ele me puxava para algum lugar...não estava com os dedos entrelaçados...mas eu gostava disso.
Taylor: Aqui tá bem melhor? – Olhei em volta quando paramos. Estávamos numa parte do jardim, ampla, com algumas cadeiras. Era onde ficava a piscina. Havia pessoas lá também e o som chegava até aqui, mas não com tanta intensidade.
Eu: Bem melhor! – Nós demos mais alguns passos até a piscina que refletia muito o azul devido às luzes que a cercavam em alguns pontos. – É, acho que não sei mais aproveitar uma festa badalada como antes! Rsrs
Taylor: rsrs E eu odeio aquele som alto demais! Não dá nem pra entender que música tá tocando!
Eu: Fala sério! Até a Miley tá aproveitando mais! Viu onde ela foi?
Taylor: Deve ter ido dançar...
Eu: ...loucamente! – Nós achamos engraçado...o que eu não sei. - É estranho. – Falei olhando em volta e me sentando na beira da piscina, de lado para não molhar os pés na água, enquanto ele fazia o mesmo, mas sentando de costas para a piscina e ao mesmo tempo de frente para mim.
Taylor: O que?
Eu: Eu conheço a maioria aqui...mas parecem estranhos pra mim agora.
Taylor: É...tipo aquele cara ali... – ele apontou discretamente para um cara que dançava loucamente bêbado. - ...ele tá agindo de um jeito muito estranho mesmo.O.o
Eu: kkkk...  Tem que acontecer isso toda vez, hein? – Me referi ao carinha.
Taylor: Amanhã ele nem vai lembrar disso aqui. – Continuou brincando.
Eu: Que sorte a dele...Hey, você tem mesmo mania de ficar criticando a festa dos outros? Rsrs – Falei num tom divertido, encarando-o. Mas ele sabia que eu concordava plenamente.
Taylor: Não... só quando isso fica divertido. – Ele sorriu esperando que eu fizesse o mesmo. Seu rosto estava próximo ao meu, o que tornava cada expressão mais contagiante. Correspondi, mas logo parei quando pensei melhor no que tinha ouvido.
Eu: Então... você...tá se divertindo? Está mesmo gostando? – ele ficou um pouco sério, tímido acredito. Mas mantive a pergunta.
Taylor: Preciso dizer que sim. Mas acho que não é necessário dizer o motivo. – Levantou novamente o rosto, e desta vez seu olhar atravessou o meu. Eles diziam a resposta. Abri a boca pra falar alguma coisa... mas por um simples motivo, talvez, faltou fôlego para continuar. Era mesmo o que eu havia entendido?
Eu: Pode ser uma pergunta boba, mas... – Falei querendo disfarçar, mas logo voltei para seus olhos. - ...por que? – Podia ser um assunto para passar em branco...”Porque ele estava gostando de estar ali.” Mas pra mim, era como se tivesse algo a mais. Como se o lugar não importasse realmente, e eu só queria ter certeza.
Taylor: Por que... – Ele começou a responder devagar, mas não continuou. Senti que aproximei nossos rostos, mas foi algo além das minhas forças... como o clássico ímã. O olhar dele desequilibrou, e os meus olhos quase fecharam. Senti sua respiração leve nos meus lábios quase se encostando aos dele. Ouvi as batidas de um coração descompassadas. Do meu, é claro. A resposta definitiva viria com o que estava prestes a acontecer? Talvez... – Sel... acho que já acabou. – Como assim? Abri meus olhos sem entender bem aquelas palavras. Ele apertava os olhos como se não quisesse ver minha reação.
Eu: Como assim? – Ele apontou com a cabeça discretamente para trás de mim. – Olhei na direção, me afastando dele. Vi o Lucas saindo, um pouco longe já.
Taylor: Ele viu. Agora já deve estar completamente confuso.
Eu: Ow...claro que sim. – Eu estava um pouco desorientada. O que estava acontecendo era verdade? Ou mais uma encenação? Acabei lembrando um momento em que My disse que ele era bom nisso.
My: Heeey...como está o “casalzinho”? kkkk – Ela fez um movimento com os dedos indicando aspas. Não sei de onde ela surgiu. – Sel, não que eu estivesse te vigiando, mas o Nick foi buscar alguma coisa pra passar a sede, e foi bem na hora que eu vi o Lucas chegar. Nesse ponto ele já deve ter perdido um bom dinheiro, hein? – Ela deu uma risada.
Taylor estava sério, não me encarava. E mesmo sem vontade forcei o sorriso acompanhando Miley. O que estava acontecendo afinal??

Perguntei-me isso até o fim da festa. Mas não tive coragem de falar uma palavra sequer sobre o assunto. Tentei me distrair, chamei Taylor pra dançar umas músicas mais lentas, e depois eu sentei em uma mesa enquanto ele trazia uma bebida para nós. Nem toquei nela. Em todos esses momentos, não conversamos mais. Apenas palavras curtas. Eu não estava com raiva dele. Só não estava entendendo. Talvez eu tivesse me envolvido demais em uma “cena de filme” que logo acabou. Eu sabia que ele não queria algo sério agora, então por que eu estava brincando com isso? Ao mesmo tempo tinha que fingir estar tudo bem, pelo menos por um tempo e torcer para que isso tudo tivesse resultado o resultado que eu queria: nunca mais ouvir a voz do Lucas na minha vida, ou enquanto ele achasse que eu já tinha alguém.

<...>

****************************
~> Ok, babies! Espero que tenham gostado dessa versão da Selena. Próximo capítulo voltaremos ao ponto de vista Miley!

~> Respondendo:
·         Anonimo: Que nada! Obrigada vc pelo carinho e pelos coments! ;)
·         Bloqueira: kkkkk Eu amo quando vcs colocam assim a parte q mais gostaram! Me divirto 2 vezes! E ta postado, baby. Espero que goste desse tbem.
·         Believe in the Storm: Será que rola?? kkkkk Que bom que vc vem mesmo assim, flr! Obrigada mesmo!
·         Nick and Miley: Obrigado pelas visitas e pelo coment, amr! Espero te ver aqui mais vezes!
·         Téh: Ownnnt Legao mesmo né, migah? Já imaginou tudo isso sendo verdade?? Eu era a pessoa mais feliz do mundo! kkkkk AMEI seu coment! Brigada mesmo por tudoo! *-* Saudades!
·         Taay: Migah! Já li sua fic, só falta eu te encontrar online pra falar dela neah! kkkkk Estamos na reta final sym, mas como eu escrevo demais e nao to postando nos dias certos nem sei se isso vai acabar imediatamente...-nawm Mas...emfim, vou sentir saudds. Acredito que sym... vc me conhece como escritora, hein? kkk THX migah!
·         Tmendre: kkkkk De nada amr, e to acompanhando! SUa fic é muito legal mesmo! Obrigada tbem!
·         Gabrielly Potter: Eu tbem tava lembrando de HSM3...*-* Falando nisso fois pros TTs mundiais neah! Orgulho de HSM!! *-* Brigaddaa migaah! Ti dóluh!
·         Fic The Climb: Visitei e divulguei! De nada amr! ^^
·         Teté: #morri tbem! rsrs De nada, to amando a história. Mas vc tbem dá umas 'sumidas'' igual a mim, neah! kkkk Obrigada!!
·         nanda :): AHHHHH Wooooww QUE ANIMAÇÃO!! que bom que gostou!!!
·         Maria Helena: Ok, flr. Sem problema. Mas nao é pra sumir de vez, hein? kkkk Obrigada mesmo, e até logo!
·         Juliana: Claro! Divulgarei ants do próximo post, baby! ^^
xoxoxo
Marcadores: | edit post
Está: 
14 Responses
  1. Oi Ever, mil descupas por não ter comentado no outro =S
    Adorey o capitulo narrado pela Sel.
    posta logo
    xoxoxoxo =)


  2. thaina Says:

    ai ficou lindo
    coitada da sel eles se gostam tanto porque nao se entregam, a ever segue o meu blog por favor, a eu maei o cap.
    a miley nem e estraga praseres em aparecer ne
    posta logo



  3. Anônimo Says:

    Lindo o cap!!
    Ganho uma nova leitora... já faz um tempo
    Amei mto sua fic!!
    Posta logo, ein


  4. Bloggeira Says:

    Awnnn eu ameiii essa versão da selly
    ficou perfeiito!
    o ultimo capitulo tbm, ta td lindo!
    Maravilhoso! Fofo! Adoorooo!


  5. Mαndy ♥ Says:

    AMOR, SUA HISTÓRIA TÁ LINDA, PARABÉNS *-*
    QUERIA PEDIR PRA VOCÊ DIVULGAR O MEU BLOG PRA MIM. EU FICARIA MUITO GRATA SE FIZESSE ISSO. HOJE SOU EU, AMANHÃ PODE SER VOCê ;)

    www.garotamalvada2010.blogspot.com

    GOSTARIA QUE PEDISSE PRA GALERA LER A HISTÓRIA, SEGUIR O BLOG E TUDO MAIS. OK? OBRIGADA POR TUDO E DESCULPA AÍ QUALQUER ENCÔMODO.

    BEIJÕES, ♥'


  6. Téh Says:

    AMIGA FICOU MT BOA ESSA VERSÃO DA SEL.

    NOSSA MT DIVERTIDA E CHEIA DE INCOGNITAS, KKK - FALEI BONITO /ALOK

    BOM, FIQUEI MEGA CURIOSA COM ESSA HISTÓRIA DA SEL E DO TAY.
    O Q TEM AI?

    ERA TUDO METIRA DELE?
    O.O

    CADA VEZ ME CONFUNDO MAIS!

    E A MILES O Q TEM A VER COM ISSO?
    PRECISO DE RESPOTAS!KKKK

    FICOU MT BOM, MESMO!

    BEIJOS, ATÉ O OUTRO!


  7. Onwwt eu adoreii,mas acehiq finalmente Taylena iriam ficar juntos =/ você ta me matando de ansiedade,hehe,bem eu adoreii,muito perfect,como sempre
    aaa e nome do "briquedinho dos Power Rangers" é mofador,hehe
    "É hora de mofar" #taparey
    #morrendodeansiedadeposalogoonovocap
    Te Amo


  8. Baby Mc Says:

    Oi, amigaaaa! É a Maa, aqui ;)
    Entãaao, tem alguns (muitos) selos pra vooce lá no WTTS, haha... Vai lá ver, ook? (http://mileydemiselemi.blogspot.com/2011/03/selos.html)
    O capp ta lindo, btw
    Live Love Niley ♥


  9. Sofia Says:

    oii volteeii! ;D
    amei esse capitulo na versão da sel... posta logo!!! quero saber como vai ser a festa.
    to sem tempo pra um big comentário, mas esse capitulo tah lindo!
    milhares de bjonas!


  10. tmendre Says:

    OMG, eu já li e pensei que já tinha comentado
    haushaushaus'
    Viajei legal agora :S
    Me desculpa então
    Mas eu amei o capitulo
    Mas eu fiquei com peninha da Sel tadinha :(
    Ahh e sobre o capitulo eu fiz um post explicando aquela confusão que eu fiz haushuahsuashaus'
    O capitulo ta perfeito amore *-*
    Posta loguinho e não me deixa curiosa
    Beijos
    peace&love



  11. jessica Says:

    amei a cara da Demi HAHA


  12. Taay ' Says:

    AMIIIIIIIIIIIIGAH !
    ameei de mais *-*
    Genti a Selly e o Taylor lind's de mais *----*
    taylor fdp eem ? tinha que enterromper :@

    SERIO QUE VOCÊ LEU ? O.O

    o que você achou amg *-* preciso de uma outra opinião , de uma pessoa que nn esteja perto de mim que eu nn possa bater ahsuhauhsuhas

    postaah logo , to ansiosa *-*